Nosso trabalho

Estratégia de Pesquisa

A pesquisa desenvolvida pelo IPC-IG é rigorosa e interdisciplinar. A equipe de pesquisadores conta com economistas, demógrafos, cientistas políticos, sociólogos, antropólogos e especialistas em relações internacionais com o propósito comum de combater à pobreza e reduzir a desigualdade. Os programas de pesquisa são complementares em sua natureza e desenhados para alcançar uma ampla audiência por meio de programas de treinamento, serviços de consultoria, intercâmbio de pesquisadores e atuação em fóruns de discussão especializados.

 

Diálogo Sul-Sul

O IPC-IG contribui de maneira significativa para a promoção do diálogo Sul-Sul por meio de diversas atividades, como: i) compartilhamento de experiências de políticas inovadoras no Sul Global; ii) apoio a capacitação de formuladores de políticas públicas, profissionais da área de desenvolvimento e especialistas da ONU através de uma série de programas de treinamento; iii) programa de apoio a representantes de governos e acadêmicos de países em desenvolvimento; iv) organização de missões de estudo; v) contato com governos de países do Sul Global.

 

Áreas de Trabalho

 

Área 1: Proteção Social

·         Desenho e Avaliações de Impacto de programas de proteção social em países em Desenvolvimento;

·         Análise de políticas para a segurança alimentar e apoio à pequenos agricultores.

 

Área 2: População e Políticas Sociais

·         Assentamento humano, grupos sociais e equidade;

·         Padrões de Vida e Monitoramento e Avaliação de estratégias para a redução da pobreza.

 

Área 3: Aprendizado Sul-Sul – Gerenciamento e Compartilhamento de Conhecimento

·         Organização de visitas de estudo e seminários internacionais com foco em aprendizado Sul-Sul;

·         Apoio ao fortalecimento das capacidades nacionais de avaliação;

·         Plataformas e fóruns online;

·         Estratégias para engajamento e advocacy;

·         Programas de estágio e de pesquisadores visitantes.

 

Projetos em andamento

Desde sua fundação em 2004, o Centro vem fornecendo serviços e ferramentas para fortalecer as capacidades institucionais de governos do Sul Global, incluindo o Monitoramento e Avaliação (M&A) de políticas públicas.  As abordagens inovadoras utilizadas pelo IPC-IG giram em torno de três pilares: produção de conhecimento; compartilhamento de conhecimento, e fortalecimento de capacidades.
 
Em 2017, o Centro trabalhou em 21 projetos em parceria com outras instituições, incluindo: o Departamento do Reino Unido para o Desenvolvimento Internacional (DFID); o Departamento de Relações Exteriores e Comércio do Governo da Austrália (DFAT); a Corporação Alemã para a Cooperação Internacional (GIZ); o Banco Mundial; a Organização para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE); o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA); a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO); o Programa Mundial de Alimentos (PMA). Conheça os projetos em andamento e seus objetivos.
 
 
Em Produção de conhecimento
 
  • Promovendo compras locais de alimentos para a assistência alimentar no continente africano (Purchase from Africans for Africa —  PAA África): Implementar o monitoramento e apoiar a avaliação do projeto PAA África;
  • Monitoramento e avaliação para os projetos do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) no Brasil: Apoiar o fortalecimento e a estruturação das atividades de monitoramento e avaliação de projetos do FIDA no Brasil e elaborar sistemas de monitoramento e avaliação para projetos do FIDA em curso no país, além de validar o sistema em plataformas online para fins de acompanhamento;
  • Melhoria dos aspectos sensíveis às necessidades das crianças em sistemas de proteção social na região do Oriente Médio e Norte da África (Middle East and North Africa — MENA), em parceria com UNICEF Egito: Melhorar os aspectos sensíveis às necessidades das crianças do componente de M&A dos programas de transferência de renda egípcios Takaful e Karama, dando apoio ao Ministério da Solidariedade Social;
  • Os efeitos dos benefícios de proteção social no crescimento e na igualdade: Identificar e quantificar o papel dos benefícios de proteção social no crescimento inclusivo;
  • Suporte técnico a iniciativas de proteção social sensíveis ao HIV e facilitação da Cooperação Sul-Sul: Facilitar a assistência técnica na documentação de experiências, bem como criação, promoção e administração de uma comunidade online sobre sistemas de proteção social sensíveis ao HIV na plataforma socialprotection.org;
  • Monitoramento e avaliação do projeto do PMA de comunicação social e mudança de comportamento na província de Manica, em Moçambique: Monitorar e avaliar um projeto inovador de comunicação social e mudança de comportamento para melhorar a saúde e a nutrição de crianças na província de Manica;
  • Apoio à produção de conhecimento e análise de políticas de proteção social na região do MENA: Fornecer apoio à produção de conhecimento e análise de políticas na região MENA e suporte técnico remoto aos 16 escritórios da UNICEF em países da região, bem como suporte técnico presencial em casos específicos;
  • Monitoramento e avaliação das Vilas Olímpicas no Rio: Fornecer suporte ao monitoramento e à avaliação das metas do projeto da Nike para 22 Vilas Olímpicas na cidade do Rio de Janeiro;
  • Avaliação de impacto das intervenções do Programa Mundial de Alimentos para melhorar o acesso de agricultores familiares em Moçambique a mercados: Avaliar o impacto do apoio fornecido por parte do PMA a 14 organizações de agricultores familiares, com o objetivo de melhorar o acesso de seus membros a mercados, bem como a sua situação nutricional;
  • Avaliação da cobertura e da incidência dos benefícios das iniciativas de fortificação de alimentos do PMA em Moçambique, sob a Iniciativa ODM1c: Analisar cobertura e a incidência de benefícios da fortificação de alimentos básicos em Moçambique, no âmbito da iniciativa ODM1c do PMA;
  • Estudos e proposta para medidas rumo à realização do ODS 6: garantindo a disponibilidade e a gestão sustentável de água e o saneamento a todos: Estudar e propor uma estratégia para programas e políticas públicas de gestão que contribuam para a realização do ODS 6, fornecendo informações a suporte à ANA na implementação e no monitoramento do ODS 6 no Brasil;
  • Criando oportunidades para jovens vulneráveis: ouvindo suas vozes para informar políticas: Produzir um estudo para influenciar a elaboração de políticas com o objetivo de facilitar a participação dos jovens nos sistemas de trabalho educacionais, com base em estudos originais, produzindo recomendações para o Brasil;

 
Em Compartilhamento de conhecimento
 
 
  • Portal de compartilhamento de conhecimentos sobre a proteção social (socialprotection.org): facilitar o compartilhamento de conhecimento, a capacitação e a colaboração entre profissionais em matéria de políticas de proteção social entre governos, centros de pesquisa, organizações internacionais, ONGs e outras partes interessadas;
  • Brasil & África: combate à pobreza e empoderamento das mulheres por meio da cooperação Sul-Sul — resultado 1: produzir conhecimento relacionado às questões de proteção social e gênero, direcionado a formuladores e praticantes de políticas brasileiros e africanos e promover o compartilhamento de conhecimento entre eles, contribuindo com os esforços de redução da pobreza;
  • Apoio à Iniciativa Brasileira de Aprendizagem por um Mundo sem Pobreza (World Without  Poverty —  WWP): o IPC-IG é um dos  cofundadores do WWP;
  • Seminário Internacional Relacionando Mudança do Clima e Contas Nacionais: Organizar um seminário com o objetivo de alcançar um melhor entendimento de como sistemas de contas nacionais incorporam questões de mudanças climáticas e como elas podem ser usadas e adaptadas para aprimorar o monitoramento de políticas nacionais de mitigação e adaptação;

 
Em Fortalecimento de capacidades
 
  • Curso em monitoramento e avaliação em Moçambique: Projetar e implementar um curso em português sobre arranjos de monitoramento e avaliação para sistemas de proteção social em Moçambique;
  • Projeto e implementação de um curso de treinamento em proteção social em Luanda, Angola: Fortalecer capacidades institucionais no país para implementar um sistema de proteção social em Angola, bem como gerar evidências e apoiar a produção de conhecimentos no contexto do projeto SIMSAP;
  • Visita de estudos em proteção social para a República do Congo e a República de Mali: Promover a coordenação intersetorial de intervenções de proteção social e iniciar o processo de influenciar partes interessadas no setor;
  • Adaptação do Currículo Liderança e Transformação sobre a Construção e Manutenção da Proteção Social Básica na África (Leadership & Transformation Curriculum on Building and Managing Social Protection Floors in Africa — TRANSFORM) em cursos online: Adaptar os oito módulos TRANSFORM disponíveis em um curso online assíncrono e ministrado por um instrutor, com o apoio de outras organizações educacionais online como a Universidade Virtual Africana;
  • Apoio ao Ministério de Assistência e Reinserção Social (MINARS) e outras instituições nacionais em Angola no fortalecimento de iniciativas de assistência e proteção social no país: Fornecer assistência técnica para o fortalecimento de capacidades no setor de proteção social em Angola, especialmente com consultoria especializada na área de monitoramento e avaliação de serviços de assistência social.

Para outras informações sobre nossos projetos, leia o Relatório de Atividades 2017.
 
 

Impacto 

Em 2017, o Centro lançou 144 novas publicações, que tiveram um número total de downloads de 835,863 mundialmente. Desde 2004, o Centro produziu mais de 1.500 publicações, sendo que o número de  downloads passou de 4.9 milhões em mais de 162 países.

 

Atualizado em maio 2018